BANHEIRO DE EMPREGADA

 Há alguns anos eu venho carregando o desejo de escrever sobre um assunto que me causa remelexos intestinais: o banheiro de empregada, esse cômodo que esconde e revela uma aberração estrutural profunda do meu país, uma inscrição concreta nas plantas das moradias dos mais abastados e que não será destruída com uma simples demolição deContinue reading “BANHEIRO DE EMPREGADA”

SONHOS NÃO ENVELHECEM?

“Sonhos não envelhecem”, me deparo com esse trecho de uma das músicas que eu mais amo e em seguida me pergunto: será que não envelhecem mesmo? Por ora, chego à conclusão de que apenas alguns e estes não costumam nem ser evidenciados por envolverem questões perigosas para os que querem permanecer no controle disciplinar, porContinue reading “SONHOS NÃO ENVELHECEM?”

ensaio sobre O AMOR LIVRE

_  Mas eu te dou liberdade meu amor! _ Não, você não me dá liberdade. Você me devolve, é um estorno. Somos todos juízes e carcereiros.      O que é liberdade? É uma invenção. O que chamo de liberdade é algo que não se possui de prima, é sempre uma devolução. Provavelmente não éContinue reading “ensaio sobre O AMOR LIVRE”

LIVRE NÃO ME LIVRA

livro sou eulivre não me livraas aspas que me citamna referência que já morreu não me livro das aspaspor que me perseguem?o real elas destroemincomodam mas não doem não aguento mais as aspasnão consigo me livrarcito versos que já fuie o inverso me constrói livre sou eulivro que me livraas aspas que incitampadrão que nãoContinue reading “LIVRE NÃO ME LIVRA”

Create your website with WordPress.com
Get started